Ford Planeia Construir o Mais Avançado Túnel de Vento

Túnel de vento no centro de testes climáticos da Ford em Colónia, Alemanha, está planeado para ser o mais avançado da indústria automóvel a nível global

Ford Planeia Construir o Mais Avançado Túnel de Vento no Mundo no Centro de Testes Climáticos na Alemanha
 

- Túnel de vento no centro de testes climáticos da Ford em Colónia, Alemanha, está planeado para ser o mais avançado da indústria automóvel a nível global

- Túnel de vento capaz de produzir velocidades na ordem dos 250km/h – praticamente Categoria 5 na escala usada para os furacões

- Novo centro de testes simulará altitudes desde o nível do mar até 5,200 metros – mais elevado que a altura média do planalto do Tibete

- Testes podem ser realizados a temperaturas de menos 40 graus Celsius, em condições árcticas, até 55 graus Celsius, 2,8 graus abaixo da temperatura do ar mais elevada de sempre registada no Saara 

- Humidade pode ser ajustada de 10 a 95 por cento, simulando as condições de alguns dos desertos mais secos até às das florestas tropicais mais húmidas no planeta

A Alemanha será em breve o local de algumas das temperaturas mais quentes e mais frias, das condições mais áridas e húmidas, velocidades do vento com a força de um furacão, e as mais elevadas altitudes que podem ser encontradas em qualquer lugar do planeta, graças a um novo túnel de vento no centro de testes climático a ser construído pela Ford, no centro de engenharia de Merkenich, Colónia.

A nova instalação, que custará vários milhões de dólares, está planeada para ser o centro mais avançado de testes em túnel de vento na indústria automóvel mundial quando for inaugurada dentro de poucos anos. Contará com dois túneis de vento capazes de funcionar com velocidades de vento até 250 quilómetros por hora - quase na classificação de Categoria 5 para a velocidade do vento de furacões.

O centro de teste também vai abrigar um laboratório de altitude capaz de simular alturas desde o nível do mar até aos 5.200 metros – mais alto do que a altura média do planalto do Tibete, muitas vezes descrito como “O Tecto do Mundo”.

“Cerca de 50 por cento dos veículos que comercializamos em todo o mundo são vendidos em áreas que estão a mais de 1.000 metros acima do nível do mar, incluindo regiões como os Alpes e os Pirenéus aqui na Europa”, disse Barb Samardzich, Chief Operating Officer da Ford Europa, na cerimónia de lançamento da primeira pedra.

“Este novo centro de testes climático e o seu túnel de vento sublinha o compromisso permanente da Ford em investir nas mais avançadas tecnologias de testes de veículos para proporcionar aos nossos clientes produtos da mais elevada qualidade.”

O centro de testes climáticos também contará com quatro células separadas, onde os carros podem ser arrefecidos a temperaturas de menos 40 graus Celsius, semelhante às condições do Árctico, até aos 55 graus Celsius positivos, apenas 2,8 graus abaixo da temperatura do ar mais elevada de sempre a nível mundial registada no deserto do Saara. Além disso, irá ser possível ajustar a humidade no centro desde as mais secas condições do deserto de apenas 10 por cento de humidade, para o mais húmido das florestas tropicais com 95 por cento.

O novo centro de testes - que terá uma área de 5.500 metros quadrados, o equivalente a um campo de futebol - sublinha também a importância contínua do centro de engenharia da Ford em Merkenich, Colónia, que tem a liderança global para a concepção e desenvolvimento de todos os veículos Ford dos segmentos B e C a nível mundial.

2
-- viaturas
em stock com as opções que escolheu
Assistente de pesquisa

Escolha o combustível:

Escolha o intervalo de preço:

Escolha a categoria da viatura:

Escolha o intervalo de de ano de registo da viatura: